Evangelizar no coração do Amazonas: "Sou missionário, sou Povo de Deus; sou índio, caboclo mestiço, fazendo da vida a missão. Aqui nesta grande tapera da Igreja Amazônica sou mensageiro de um Deus que é irmão... Somos filhos da Igreja do Norte, missionários desta região... Aprendemos a ouvir a mensagem de um Deus que nos fala na brisa, nas águas, nas flores, no chão... " (Manoel Nerys, Manacapuru, Diocese de Coari-AM)

segunda-feira, 29 de setembro de 2014

DOM MARCOS PIATEK PARTICIPOU DO XIV CONGRESSO NACIONAL DA PASTORAL FAMILIAR EM SÃO LUIS DO MARANHÃO



Nos dias de 25 a 28 de setembro de 2014, a arquidiocese de São Luís (MA), regional Nordeste 5 da CNBB, recebeu o XIV Congresso Nacional da Pastoral Familiar. O XIV Congresso Nacional da Pastoral Familiar foi realizado no Centro de Convenções Pedro Neiva de Santana considerado como um dos mais modernos e funcionais da região Nordeste, com a capacidade de sediar os eventos até 5.000 pessoas.
A proposta do encontro era debater a experiência familiar, a relação do casal e a importância do matrimônio na construção da família cristã, motivados pelo tema "Família, transmissora da fé" e lema "Anunciai a fé com ousadia e coragem". Momentos litúrgicos davam o toque todo especial ao congresso. 
O evento reuniu bispos, agentes de pastoral familiar, assessores, religiosos, coordenadores para planejar a evangelização da família na Igreja no Brasil. O Congresso ofereceu palestras, mesas redondas, painéis e testemunhos, com participação de bispos, sacerdotes e especialistas na área familiar. Dom Marcos Piatek, bispo da diocese de Coari, participou do congresso nacional como bispo referencial da Pastoral Familiar do Regional Norte 1 e, como participante da Comissão Pastoral Episcopal Vida e Família da CNBB. 
Do Regional Norte 1 da Pastoral Familiar participaram também o Pe. Sebastião Santana, assessor eclesiástico e o casal coordenador regional da Pastoral Familiar, Fabrício e Adriana. 
A Diocese de Coari foi representada pelo o casal Josélia e José Alberto da paróquia Sant’Ana e São Sebastião em Coari.

O encontro foi muito bem preparado! As numerosas equipes trabalhavam harmoniosamente com muita dedicação e carinho. Foram abordados muitos temas interessantes como: “Família, Transmissora da fé” (casal Tico e Vera); “Família recurso para a sociedade” (Prof. Marcelo Couto Dias); “Família e políticas familiares” (Prof. Gilberto C. Bomfim); “Diálogo com os filhos na cultura atual” (Dr. Mourão e Zilmar Gurgel C.); 
“Anunciar a fé com ousadia e coragem” (Dom Jaime Spengler, arcebispo de Porto Alegre); “Paternidade e maternidade: direitos e deveres” (Dra. Márcia Maia); “Desafios que fragilizam e passos que consolidam a relação familiar” (dom João Carlos Petrini, Presidente da Comissão Pastoral Episcopal Vida e Família da CNBB), etc. 
Dom Marcos Piatek proferiu a palestra: “A alegria no anunciar o evangelho da família e na transmissão da fé”. Pe. Rafael Fornasier, assessor da CNBB, nos trouxe as informações sobre a caminhada da Comissão Episcopal Vida e Família da CNBB e nos falou sobre o próximo Sínodo dos Bispos sobre a Família em Roma.
Sábado à noite participamos da “Noite cultural”. Apresentou-se com muito profissionalismo e rara beleza o grupo artístico “Companhia Barrica do Maranhão”. O Maranhão tem muitos valores culturais, inclusive uma bonita e rica cultura afrodescendente!

A cidade de São Luís, que acolheu os participantes do XIV Congresso Nacional da Pastoral Familiar, foi fundada por franceses em 08 de setembro de 1612 na Ilha de Upaon-Açu (Ilha Grande) assim denominada pelos indígenas. O nome da cidade é uma homenagem dada pelos franceses ao rei da França Luís XIII, conforme registrou o cronista da França Equinocial o Capuchinho Claude D'Abbeville. 
Posteriormente o nome passou a referenciar Luís IX, chamado de "São Luís Rei de França". O rei Luís IX ficou popular, pois morreu numa Cruzada na Idade Média, sendo posteriormente canonizado pela Igreja. Os franceses construíram na ilha um forte chamado Saint Louis, por uma expedição francesa incumbida de estabelecer uma Colônia, além da linha equatorial. Capital do Estado, 
São Luís é a principal cidade do Maranhão, situada em pleno Golfão Maranhense, à entrada da Baía de São Marcos, formada pelos estuários do Rio Anil e Bacanga. Com a expulsão dos franceses em 1621, São Luís passou ao domínio dos portugueses, sendo então elevada à sede do chamado Estado do Maranhão. Em 1641, foi ocupada por holandeses que até fevereiro de 1644 permaneceram por aqui. Devido à sua localização favorável à atividade portuária, São Luís tornou-se, no período colonial, importante centro de exportação de algodão e cana- de- açúcar. Atualmente acidade de São Luís tem mais de um milhão de habitantes. É a décima terceira capital mais populosa do Brasil e a terceira capital do Nordeste com maior IDH, perdendo apenas para Recife e Aracaju.
Os congressistas foram muito bem acolhidos pela Arquidiocese de São Luís e pelo seu pastor, Dom José Belisário da Silva OFM, Arcebispo Metropolitano da Arquidiocese São Luís do Maranhão e Vice-presidente da CNBB, pelo casal nacional do congresso (Tico e Vera, Casal Nacional da Pastoral Familiar) pelo bispo referencial da Pastoral Familiar do Nordeste 5 (Dom José Valdeci Santos Mendes Bispo da Diocese de Brejo-MA, Bispo Referencial da Pastoral Familiar no Regional Nordeste V), 

pela Pastoral Familiar do Regional Nordeste 5 (Arcelino e Vera, Casal Regional NE-V da Pastoral Familiar),  pela Pastoral Familiar da Arquidiocese de São Luís (Marcos e Concita, Casal Arquidiocesano da Pastoral Familiar de São Luís), pelo casal coordenador do congresso (Abimael e Lucia Casal Coordenador do XIV Congresso Nacional da Pastoral Familiar),etc.


No enceramento do congresso foi anunciado que o próximo XV Congresso Nacional da Pastoral Familiar vai acontecer, em 2017, na cidade de Cuiabá, terra do Casal Coordenador Nacional da Pastoral Familiar, Roque e Verônica! Desde já rezemos pelo próximo congresso nacional da Pastoral Familiar!

A todos eles a nossa gratidão e oração! A segunda estrofe do hino do XIV Congresso Nacional da Pastoral Familiar reza: “Família és fonte de vida, primeira educadora da fé\ ninguém vai apagar teu brilho, família vai permanecer de pé\ acreditar na família é construir futuro\ é dizer sim a vida, pois a família é o nosso porto seguro”. 




Sagrada Família de Nazaré, rogai por nós!

terça-feira, 23 de setembro de 2014

DOM FERNANDO BARBOSA DOS SANTOS, CM, ASSUMIU A PRELAZIA DE TEFÉ-AM



No último domingo, dia 21 de setembro de 201, a Prelazia de Tefé celebrou solenemente a acolhido de seu novo bispo, na pessoa de Dom Fernando Barbosa dos Santos, CM. Dom Fernando Barbosa dos Santos nasceu no dia 5 de março de 1967 na cidade de Sertânia (PE). 
Estudou filosofia no Instituto de Filosofia dos Salesianos em Recife (PE) e, em 1991, concluiu os estudos teológicos no Instituto Regional de Pastoral em Belém-PA. Foi ordenado presbítero em 1996 e pertence à Congregação da Missão (CM). 
Foi o Superior Provincial da Província Lazarista de Fortaleza (2003-2006 e 2006-2009) e depois, ecônomo da Província Lazarista de Fortaleza (desde 2009 até o momento da nomeação episcopal). Dom Fernando foi nomeado bispo de Tefé, no dia 14 de maio de 2014, pelo papa Francisco. A sagração episcopal aconteceu na Catedral de Fortaleza, dia 28 de agosto de 2014. O lema dele é “Servo de Cristo para a Missão”. Dom Fernando Barbosa dos Santos, ao longo da história, é o primeiro Bispo não Espiritano da Prelazia de Tefé!

A prelazia de Tefé (AM) estava vacante desde dezembro de 2012, com a transferência de dom Sérgio Eduardo Castriani para a arquidiocese de Manaus (AM). Ele tem uma longa e bonita história. A Prefeitura Apostólica de Tefé foi criada a 23/05/1910 pela Bula 'Cum ex nímia Dioecesis Amazonum' do Papa Pio X, desmenbrada da então Diocese do Amazonas (hoje Aquidiocese de Manaus). 
A 11/08/1950, pela Bula 'Quum DeoAdjuvante' do Papa Pio XII, foi elevada a Prelazia e confiada aos cuidados da Congregação do Espírito Santo. Desde a sua criação, como Prefeitura Apostólica em 1910, passaram por ela dois prefeitos apostólicos, um administrador apostólico, e depois de ter sido eregida diocese, três bispos prelados. Monsenhor Fernando será o quarto bispo prelado da história de Tefé.

A Prelazia tem uma superfície de 264.669 Km² e uma população estimada em 237.782 habitantes. Compreende 10 municípios: Itamarati ,Carauari, Juruá, Jutaí,  Fonte Boa, Uarini, Alvarães, Maraã,  Japurá, Tefé. Existem cerca de 405 Comunidades Ribeirinhas e 40 urbanas. As Comunidades indígenas são num total de 88, distribuídas em 15 povos diferentes, totalizando 8500 indígenas. A Prelazia de Tefé é uma circunscrição eclesiástica da Igreja Católica no Brasil, pertencente à arquidiocese de Manaus, e ao regional Norte 1 (Norte do Amazonas e Roraima) da CNBB.

A liturgia da tomada de posse aconteceu durante a missa campal em frente a catedral da Santa Tereza d’Ávila. Foi lida a bula papal da nomeação do Dom Fernando. Ato de posse foi feito por Dom Sérgio Eduardo Castriani, arcebispo de Manaus, na presença dos bispos do Regional Norte 1, das sacerdotes, religiosos\as e numerosos fieis. A liturgia foi muito bonita!

Na parte da manhã alguns bispos e alguns visitantes foram, de dois barcos, para visitar a Missão onde começou a obra missionária dos Padres Espiritanos. 
O local é muito lindo com uma igreja bonita e um grande convento dos padres espiritanos, que era um grande centro religioso e cultural. 
Hoje o enorme prédio serve para retiros e encontros. Lá se encontra também o cemitério onde descansam vários missionários espiritanos.

A diocese de Coari foi representada por Dom Marcos Piatek, pelo Pe. Fr. Agnaldo Barbosa, reitor do Seminário Sant’Ana, em Coari e, alguns fieis vindos de Coari. 
Fomos muito bem acolhidos pela Prelazia de Tefé, a nossa igreja vizinha! Pela calorosa recepção, nas mãos do Pe. Pedro Schewior, que era o Administrador da Prelazia, expressamos a nossa gratidão e oração: Deus lhes pague!

Que Deus abençoe a nova caminhada de Dom Fernando Babosa dos Santos e de toda a Prelazia de Tefé. 
Santa Tereza d’Ávila, rogai por nós!

sexta-feira, 19 de setembro de 2014

OS BISPOS DO REGIONAL NORTE 1 DA CNBB SE ENCONTRARAM COM A DIREÇÃO DO SEMINÁRIO SÃO JOSÉ DA ARQUIDIOCESE DE MANAUS!




No dia 19 de setembro de 2014, na parte da tarde, os bispos do Amazonas e do Roraima se reuniram com a direção do seminário arquidiocesano de Manaus. 
O seminário estava representado pelo Pe. José Albuquerque (46 anos), reitor do seminário, pelo Pe. Manoel Rubson Vilhena (45 anos), Vice-reitor e pelo Pe. Eudo Nascimento (38 anos), ecônomo. O reitor do seminário nos informou sobre o andamento da comunidade seminarística durante desse ano. 
Atualmente a comunidade do seminário conta com 43 seminaristas: Manaus (11), Parintins (07), Coari (06), São Gabriel da Cachoeira (06); Tefé (04); Roraima (04) e Borba (02).  O propedêutico tem 07 seminaristas, entre 21 e 25 anos de idade. A filosofia tem 14 seminaristas, entre 20 e 32 anos de idade. 
A teologia conta com 23 seminaristas, entre 22 a 47 anos de idade. Os seminaristas são acompanhados por 04 psicólogos e 13 diretores espirituais. Durante o encontro conversamos sobre as dimensões do processo formativo: Dimensão humano-afetiva; Dimensão comunitária; Dimensão espiritual; Dimensão intelectual e Dimensão pastoral-missionária. 
Falamos sobre a organização do tempo, sobre a organização do trabalho, sobre o demonstrativo financeiro, etc. Foram apresentadas preocupações e desafios da formação. Vimos com muita alegria avanços e conquistas no processo formativo. Queremos agradecer de coração à direção do Seminário Arquidiocesano São José da Arquidiocese de Manaus pelo lindo trabalho formativo dos futuros presbíteros das 08 Igrejas Particulares. 
Que São João Maria Vianney acompanhe o processo formativo dos nossos seminaristas. Que Maria, a Mãe do Povo Amazônico, interceda pelas boas e santas vocações. Que Jesus, o Bom Pastor, abençoe copiosamente não apenas as estruturas do seminário, mas, sobretudo as pessoas que compõem a Comunidade do Seminário São José da Arquidiocese de Manaus. 
A Diocese de Coari é muito grata ao seminário arquidiocesano pela valiosa colaboração na formação dos nossos seminaristas! Que Deus lhes pague abundantemente!

OS BISPOS DO REGIONAL NORTE 1 DA CNBB TOMAM UMA IMPORTANTE DECISÃO DURANTE O ENCONTRO COM A ADMINISTRAÇÃO E CORPO DOCENTE DO INSTITUTO DE TEOLOGIA (ITEPES) DE MANAUS!



No dia 19 de setembro de 2014, na parte da manhã, os bispos do Amazonas e do Roraima se reuniram com a administração e com o corpo docente do ITEPES (Instituto de Teologia, Pastoral e Ensino Superior da Amazônia). 
Na primeira sessão o Diretor do Instituto de Teologia, Pe. Raimundo Vanthuy Neto, deu as boas vindas aos senhores bispos do regional, aos superiores maiores da vida consagrada feminina e masculina, que têm os seus alunos no ITEPES, aos professores aí presentes e aos convidados. 
Da primeira sessão participaram também as pessoas ligadas à Faculdade Salesiana Dom Bosco de Manaus. Estavam presentes:  o Pe. Francisco  Alves de Lima, SDB, Inspetor da Inspetoria "Domingos Sávio" de Manaus e Diretor Presidente da Faculdade Salesiana Dom Bosco de Manaus, Meire Terezinha Silva Botelho de Oliveira, Diretora Executiva da Faculdade Salesiana, Maria Roseane G. de Menezes, responsável pela Coordenação das Licenciaturas e o Pe. Gennaro Tesauro, Diretor Administrativo-Financeiro da Faculdade Salesiana Dom Bosco de Manaus.

Depois de varias ponderações e reflexões, os bispos decidiram, que há partir do ano acadêmico de 2015, os seminaristas de filosofia da Arquidiocese de Manaus estudarão na Faculdade Salesiana Dom Bosco de Manaus. Esta importantíssima decisão é válida também para os estudantes da filosofia da Diocese de Coari! Os estudos de teologia continuarão no ITEPES de Manaus. Esperamos que com esta mudança ajudaremos aos nossos seminaristas de filosofia para se preparar melhor para o estudo de teologia e para o seu futuro ministério presbiteral e pastoral!

Na segunda sessão foi apresentada a caminhada do Instituto Teológico de Manaus, a sua administração e os projetos para o futuro. Atualmente no ITEPES no Curso Sistemático – Filosofia e Teologia, são 65 alunos; matriculados nas Escolas Bíblicas\ Teologia Pastoral e Liturgia são 142 alunos; Curso para Secretárias Paróquias são 14 alunos; os professores são 18 e o corpo administrativo é composto de 10 pessoas. 
Para o ano acadêmico de 2015 são previstos, além dos cursos atuais, vários cursos novos. Tudo isso para servir melhor na evangelização na Igreja da Amazônia e contribuir com a sociedade na construção do mundo mais justo e mais fraterno! Queremos agradecer à Associação Amazônica para a Pesquisa e Educação Cristã – AAPEC e, sobretudo ao Pe. Raimundo Vanthuy Neto, diretor do ITEPES e ao Pe. Candido Cocavelli de Andrade, responsável pelo setor administrativo. Deus lhes pague! 
Peçamos a Deus para que abençoe a nova decisão dos bispos do Norte 1 a respeito da mudança dos estudos de filosofia do ITEPES para a Faculdade Selesiana Dom Bosco de Manaus!